Terça-feira, 13 de Março de 2007

Ignorado Ficasse O Meu Destino

Fernando Pessoa

Ignorado ficasse o meu destino 
                             
                        
Ignorado ficasse o meu destino
Entre pálios (e a ponte sempre à vista),
E anel concluso a chispas de ametista
A frase falha do meu póstumo hino...

Florescesse em meu glabro desatino
O himeneu das escadas da conquista
Cuja preguiça, arrecadada, dista
Almas do meu impulso cristalino...

Meus ócios ricos assim fossem, vilas
Pelo campo romano, e a toga traça
No meu soslaio anônimas (desgraça

A vida) curvas sob mãos intranqüilas...
E tudo sem Cleópatra teria 
Findado perto de onde raia o dia...

sinto-me:
publicado por anari às 09:56

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Porque será?

. A Vida Que Nos Escapa Ent...

. Paulo Geraldo - Sentado n...

. Para viver um grande amor...

. Insiste Em Ti Mesmo

. Sophia de Mello Breyner -...

. O Amor

. Affonso Romano de Sant'An...

. Soneto do Cativo

. A Fidelidade é a mais Int...

.arquivos

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds